domingo, 9 de setembro de 2012

Broken Smile -Capítulo 8


Sabe quando tudo para? Tudo parou naquele momento. Eu o vi indo até a droga do carro e me vi a algumas semanas atrás, bêbada, chorando, drogada, cortada, caida em uma pracinha em frente a um bar nojento. Esse idiota me salvou e continuou me salvando e me ajudando todas as vezes que eu precisei. Eu odiava admitir mas meu coração batia toda vez que eu estava perto dele, de uma forma que não bateu nem com o Zayn, eu sabia que ele estaria ali para me proteger sempre que eu precisasse. Esse meu medo já tinha me atrapalhado em muitas coisas, tinha me afastad dele e eu não queria isso
Van: Não vai ainda - eu falei sem pensar e ele se virou
Jus: Por que?
Van: Porque eu não to nem ai para o que a minha mãe pensa - disse me aproximando dele - Na verdade eu não to nem ai para o que ninguem da minha família pensa sobre você, também não me importo que você seja pobre - disse colocando as mãos no rosto dele - eu só não quero que você vá embora, porque se você for eu tenho medo de nunca mais sentir por alguém o que eu sinto por você. Eu te amo!




Ele ficou calado por uns segundos e logo em seguida sorriu. Ele se aproximou de mim e dessa vez eu não recuei, eu o beijei, o beijei sem ligar de estar em frente a casa da minha avô, sem ligar se a minha mãe ia ver. O beijo dele era perfeito. Paramos o beijo em selinhos e nos beijamos de novo.



Envolvi meus braços em seu pescoço e ele colocou suas mãos na minha cintura me puxando para mais perto dele. Paramos o beijo em selinhos e sorrimos - O que foi isso?
Jus: Eu falando que sinto o mesmo por você - e sorriu - Mesmo você sento problemática e maluca - disse rindo, eu dei um tapa nele e ri
Van: Idiota
Jus: Linda - rimos e ele me deu um selinhos
Van: Vamos sair daqui
Jus: Com você vestida assim? - eu ri
Van: Tenho umas roupas nessa boa, afinal ia dormir aqui
Jus: Então vamos
Van: Para aonde?
Jus: Um hotel 5 estrelas - ele riu ao dizer isso
Van: Sua casa, certo?
Jus: Nossa, acertou - rimos, ele abriu a porta do carro eu olhei meio assustada afinal ninguém nunca tinha feito isso, entrei no carro e ele entrou logo em seguida. - Tem certeza que quer fazer isso?


Van: Com certeza - e o beijei

[...]

Van: Finalmente, um lugar aonde a minha mãe não vai ficar falando no meu ouvido - gritei e me joguei no sofá, ele apenas riu da minha cara



Jus: Doente - rimos
Van: Cala a boca - ele colocou a mão na minha cintura me puxando para perto e nos beijamos - Vamos fazer o que?
Jus: Pizza?
Van: Claro - rimos - vou tomar um banho, ok?
Jus: Ok - subi, peguei a minha bolsa e abri para pegar minhas roupas
Van: Merda - eu só tinha trago roupas intímas como eu sou inteligente, olhei para a gaveta do Justin, peguei uma camisa e entrei no chuveiro. Demorei um tempo no banho e saí enrolada na toalha. Me vesti e me olhei no espelho, ri ao me ver vestida daquele jeito e desci.
Jus: Ei, eu conheço essa camisa
Van: Esqueci a minha - e ri - posso pegar emprestada né?
Jus: Claro, ficou mais bonita em você - eu ri
Van: Pediu a pizza?
Jus: Pedi - ele se sentou no sofá e eu me lembrei de ontem
Van: Justin... preciso te perguntar uma coisa - disse me sentando do lado dele
Jus: Fala
Van: Naquele dia em que você me viu escondida atrás da árvore - ele riu - eu vim falar com você mas eu te vi com uma garota, eu não te falei nada porque achei que ela fosse sua namorada. Quem é ela?
Jus: Minha prima
Van: Ufa - respirei aliviada e ele riu - Cala a boca
Jus: Estava com ciúmes? Que fofo - ele ironizou e eu ri
Van: Babaca, cala a sua boca - rimos e nos beijamos, ouvi a campainha - Deve ser a pizza, vai atender
Jus: Por que eu?
Van: Porque eu to de calcinha - rimos e ele levantou para atender a porta, pegou a pizza e se sentou, começamos a comer e a fazer palhaçada. Eu não conseguia parar de rir um segundo, era maravilhoso estar com ele
Jus: Você sempre foi assim revoltada, ou foi só para fazer charme para mim? - eu ri
Van: Eu acho que eu comecei a ser assim quando comecei a namorar o Zayn - vi que a expressão dele mudou - O que foi?
Jus: Não gosto desse cara
Van: Ta com ciúmes, que fofo - imitei a voz dele e ele riu. Nos beijamos em seguida. - Vamos dormir? Estou morta e preciso de forças para aturar a minha mãe amanhã - ele riu
Jus: Vamos - subi e me deitei do lado dele na cama, ficamos nos encarando e eu dei um risinho - Como vai contar sobre isso para ela?
Van: Contando, não tenho medo dela - e sorri, ele me deu um beijo na testa
Jus: Boa noite, pequena - e fechou os olhos, fiquei uns minutos o encarando, ele parecia um anjo, e era exatamente o que ele era, um anjo que apareceu na hora certa na minha vida, acabei adormecendo.[...] Acordei com um feche de luz nos meus olhos, abri os olhos e fiquei encarando o Justin, era estranho o que eu estava sentindo, nunca tinha sentido isso por ninguém, um amor totalmente puro, que não se basei em sexo e brigas como foram meus ultimos relacionamentos. Eu sorria que nem boba toda vez que pensava nele e isso me deixava parecendo uma idiota. Aos poucos ele foi abrindo os olhos e me viu olhando para ele. - O que foi? - ele disse com uma voz de sono e deu um risinho em seguida
Van: Nada - e ri, me levantei prendendo meu cabelo em um nó, ele levantou e foi até mim
Jus: Está linda
Van: Ah claro - fui irônia e ele riu me dando um beijo no nariz, eu sorri em seguida. - Vamos comer?
Jus: Vamos - descemos e tentando fazer panquecas, mas acabamos sujando a cozinha toda - Você precisa aprender a cozinhar - e riu
Van: Como se você cozinhasse muito bem - rimos, sentamos e comemos. Olhei as horas no meu celular - Ai meu Deus, preciso voltar para casa. Minha mãe vai passar lá hoje e vai me matar se descobrir que eu não dormi em casa
Jus: Tem certeza? - e fez uma carinha de bebê
Van: Tenho - e fiz cara triste, ele riu - Queria ficar aqui o dia todo, parece um sonho, sem problemas, sem a minha mãe, só ficar aqui contigo o dia todo - e sorri, ele sorriu e nos beijamos
Jus: Vou tocar no Malibu hoje, o que acha de ir comigo?
Van: Pode ser - e sorri. Subi e coloquei minha roupa, desci - Estou indo então, te encontro lá as 10?
Jus: Sim - e me beijou, ficamos nos beijando sem a menor vontade de parar
Van: Tenho que ir
Jus: Não vai
Van: Eu preciso - o beijei e sai com um sorriso enorme estampado na minha cara, tudo estava perfeito e eu estava feliz como nunca fiquei em muitos anos.


~continua~


LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAS <3

Obrigada pelos comentários lindos e sejam bem vindas leitoras novas =D!

Gostaram? 

5 comentários:

  1. OMG QUE LINDOOOOOOOOOOOOOOS!
    Continua amor!
    @ElaeBelieber

    ResponderExcluir
  2. finalmente eles \tão juntos! aaah!!
    Continuaaaa :)))

    ResponderExcluir
  3. Divulga minha fanfic? É nova!
    www.youre-myfavoritesong.blogspot.com.br
    POSTA AMOR!

    ResponderExcluir